segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Um brinde!

Ontem, ao contrário do que normalmente ouço, li que um amigo de verdade é aquele que consegue suportar sua felicidade e não sua dor; que na hora da dor todos se mostram solidários, se compadecem.. todavia, só um verdadeiro amigo se alegra de verdade com sua alegria. A maioria, mesmo que inconsciente, sente algum tipo de inveja ou simplesmente se chatea com sua demasiada euforia. Achei interessante esse novo ponto de vista, nunca tinha visto as coisas por essa ótica. Mas, acho que as duas formas de consideração são verdadeiras. Amigos também são humanos; também estão sujeitos a errar, a sentir sentimentos destrutivos. Na minha opnião, um verdadeiro amigo é aquele que ama sem buscar nada em troca e, haja o que houver, estará sempre ali ao seu lado. Quanto mais o tempo passa, mais tento por na minha cabeça que meus amigos, uma hora ou outra, vão errar comigo, e eu não posso subjugá-los por isso, pois eu certamente também cometerei os mesmos erros contra eles. Um dia desses, no meio de alguns drinks - depois de alguns drinks tudo fica mais fácil - eu estava com dois amigos que gosto muito e, em meio a um brinde, disse aos dois, "Gosto demais de vcs, e, por isso mesmo, quero pedir uma coisa do fundo do meu coração: Se já errei feio com vcs, me perdoem! Se não, saibam que um dia vou errar, e estou aqui agora pedindo meu perdão antecipado!" Amigos erram, acertam.. quem não? Talvez o mais importante não seja quem caminha melhor ao seu lado, mas quem caminha por mais tempo sem largar a sua mão!

4 comentários:

Indy. disse...

Mas é sim.. Hoje em dia é assim! Ainda bem que ainda há quem suporte minhas alegrias e fique feliz com isso :}

Brilhante esse texto! Estou seguindo-te também...

Mércinha Nascimento disse...

Saudades das conversas, dos pensamentos..........Enfim, bons tempo...

Janine Lorenzo disse...

Belas palavras. Tenho algumas teorias parecidas sobre amizade FLávio, acho que um dia escrevo sobre elas. Saudade. Beijos.

Anônimo disse...

Quem nunca errou com quem agente ama levanta a mão, mas venho aprendendo que todos merecem uma segunda chance, afinal gostar demais acaba causando muitos erros. O que devemos fazer é somar muito mais acertos do que erros.