terça-feira, 10 de junho de 2008

Auto-Retrato


Tenho 30 anos, um metro e 78 centímetros, cabelos e olhos castanho claro, 79 quilos. Odeio manuais, paradigmas, arrogância, pronceito, wisky, e principalmente, mentiras. Gosto de jogar vôlei, sou flamengo por opção e apartidário de esquerda por falta dela; também gosto de lasanha, açai, internet, dormir e acordar tarde, cinema, livros, vinho seco, licor de menta, e “fazer nada” com os amigos do peito.
Admiro o olhar imparcial, aplaudo quem questiona a vida, as regras... e me sinto fascinado por pessoas profundas. Tenho muitos sonhos, e mesmo alguns tolos incrédulos duvidando, tenho convicção que irei realizar todos; já comecei...
Tento olhar a vida de dentro pra fora, de frente, sem falsas aparências. Não sou um grande homem, Oxalá fosse metade do que meu Pai é, mas venho me esforçando para melhorar. Sou, às vezes, egoísta, ansioso, e geralmente não poupo se quer meu próprio nariz de meu aguçado senso crítico; e não me orgulho disso.
Traga comigo a sorte de muitos amigos; uns de passagem, por destino; outros, eternos, insubstituíveis. Tenho uma família perfeita, muito melhor que qualquer outra que já tenha ouvido falar; são meu porto seguro.
Não perco meu sono pensando no futuro, tão pouco carrego comigo os fardos do passado; tenho a exata noção do lugar que o passado ocupa em minha vida, e do quanto devo lutar por meu futuro.
Não fumo, e só bebo quando tenho algo bacana a ser comemorado. Mas se for com ELA, mesmo sem motivos, irei sempre.
Mesmo não sendo um devoto do romantismo, me descobri, já tarde, um romântico. Não sei se isso é bom ou mau, só sei que me fez descobrir o quanto minha alma é grande.
Temo a Deus e creio em Jesus Cristo, não acredito em Santos, tão pouco sou um pedinte de Nossa Senhora.
Tenho vergonha de ser brasileiro e orgulho de ser nordestino! Amo profundamente a vida e seus mistérios, sou completamente apaixonado pela simplicidade.
Enfim, sou um homem de muitos defeitos e virtudes, cheio de vontade de tirar o máximo da vida, e poder chegar em minha velhice ainda atuando como ator principal no palco da vida, sem nostalgias, melancolias, e, se Deus quiser, com poucos arrependimentos e poucas rugas!

4 comentários:

ClAr!ssa FrAncesinHa disse...

Que lindo migãoo
amei o post
apareça viu
saudades

Anônimo disse...

Bom, eu jamais conseguiria falar mais que umas duas linhas sobre mim. Aí já vai meus parabéns pela inspiração. Mas quanto a frase "Tenho vergonha de ser brasileiro" deve ser pensada melhor, com carinho. O Brasil é lindo! Ele não é País de terceiro mundo e sim, o país de "políticos de terceiro mundo". E o Nordeste é mais bonito que o Caribe!
Tá muito legal seu texto!!
Abraços do amigo,
Rogerio (Rei_RJ)

vampirinha131 disse...

''...Mas quanto a frase "Tenho vergonha de ser brasileiro" deve ser pensada melhor, com carinho. O Brasil é lindo! Ele não é País de terceiro mundo e sim, o país de "políticos de terceiro mundo". E o Nordeste é mais bonito que o Caribe!''

vampirinha131 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.